Chamados à Santidade



“Como filhos obedientes, não se deixem amoldar pelos maus desejos de outrora, quando viviam na ignorância. Mas, assim como é santo aquele que os chamou, sejam santos vocês também em tudo o que fizerem, pois está escrito: “Sejam santos, porque eu sou santo” (1 Pedro 1.14-16 NVI) Em vez de tomarem a forma deste mundo, os cristãos devem se conformar a Deus. Ele é o único que é santo, como afirma o profeta Isaías: “Santo, Santo, Santo é o Senhor dos Exércitos, a terra inteira esta cheia da sua glória” (Isaías 6:3). Mas Deus também usa pessoas e coisas a seu serviço e então as separa deste mundo, tornando-as santas, isto é, colocando-as à parte para Ele. No Antigo Testamento, pelo fato de Deus habitar no meio de Israel, o povo tinha que ser santo e isso significava em primeiro lugar, pureza de culto. Porém, um estudo mais profundo mostra que o estilo de vida separado não era associado apenas ao culto, mas também à moral. Deus é Deus de justiça e ele não pode tolerar qualquer forma de mal ou injustiça. Desse modo, o seu povo precisa praticar a justiça para ser santo. Os escritores do Novo Testamento, assim como o profeta Isaías, eram conscientes da necessidade de pureza dos cristãos na presença do Deus Santo. Da mesma forma como Israel era o povo chamado do Antigo Testamento, agora também os cristãos são o povo chamado da Nova Aliança. O chamado é para Deus e, portanto, para a separação do estilo de vida do mundo em que habitamos. Esta separação não é apenas ritual ou cerimonial, mas envolve todos os aspectos da vida. Portanto, ser chamado por Deus para estar perto dele, significa ser chamado para imitá-lo, porque Ele não mantém comunhão com alguém que possui um estilo de vida pecaminoso. Como escreveu o Apóstolo João: “Se afirmarmos que temos comunhão com ele, mas andamos nas trevas, mentimos e não praticamos a verdade” (1 João 1.6). Passagens Bíblicas Relacionadas: Êxodo 28.2; Levítico 17-26, Deuteronômio 7.6; 26.19; Esdras 9.2; Salmo 50.13; Ezequiel 36.25-29; Romanos 6; Efésios 1.4; 1 Tessalonicenses 2.12; 1 João 3.3; Romanos 8.30; 9.11, 24-26; 1 Pedro 2.9,21; 3.6,9; 5.10; Efésios 4.1; 1 Tessalonicenses 4.7; Tiago 3.13; Gálatas 1.13; Efésios 4.22; 1 Timóteo 4.12; Hebreus 13.7. ____________________________________ João Crisóstemo



“Como filhos obedientes, não se deixem amoldar pelos maus desejos de outrora, quando viviam na ignorância. Mas, assim como é santo aquele que os chamou, sejam santos vocês também em tudo o que fizerem, pois está escrito: “Sejam santos, porque eu sou santo” (1 Pedro 1.14-16 NVI) Em vez de tomarem a forma deste mundo, os cristãos devem se conformar a Deus. Ele é o único que é santo, como afirma o profeta Isaías: “Santo, Santo, Santo é o Senhor dos Exércitos, a terra inteira esta cheia da sua glória” (Isaías 6:3). Mas Deus também usa pessoas e coisas a seu serviço e então as separa deste mundo, tornando-as santas, isto é, colocando-as à parte para Ele. No Antigo Testamento, pelo fato de Deus habitar no meio de Israel, o povo tinha que ser santo e isso significava em primeiro lugar, pureza de culto. Porém, um estudo mais profundo mostra que o estilo de vida separado não era associado apenas ao culto, mas também à moral. Deus é Deus de justiça e ele não pode tolerar qualquer forma de mal ou injustiça. Desse modo, o seu povo precisa praticar a justiça para ser santo. Os escritores do Novo Testamento, assim como o profeta Isaías, eram conscientes da necessidade de pureza dos cristãos na presença do Deus Santo. Da mesma forma como Israel era o povo chamado do Antigo Testamento, agora também os cristãos são o povo chamado da Nova Aliança. O chamado é para Deus e, portanto, para a separação do estilo de vida do mundo em que habitamos. Esta separação não é apenas ritual ou cerimonial, mas envolve todos os aspectos da vida. Portanto, ser chamado por Deus para estar perto dele, significa ser chamado para imitá-lo, porque Ele não mantém comunhão com alguém que possui um estilo de vida pecaminoso. Como escreveu o Apóstolo João: “Se afirmarmos que temos comunhão com ele, mas andamos nas trevas, mentimos e não praticamos a verdade” (1 João 1.6). Passagens Bíblicas Relacionadas: Êxodo 28.2; Levítico 17-26, Deuteronômio 7.6; 26.19; Esdras 9.2; Salmo 50.13; Ezequiel 36.25-29; Romanos 6; Efésios 1.4; 1 Tessalonicenses 2.12; 1 João 3.3; Romanos 8.30; 9.11, 24-26; 1 Pedro 2.9,21; 3.6,9; 5.10; Efésios 4.1; 1 Tessalonicenses 4.7; Tiago 3.13; Gálatas 1.13; Efésios 4.22; 1 Timóteo 4.12; Hebreus 13.7. ____________________________________ João Crisóstemo