O Novo Nascimento III



“O que nasce da carne é carne, mas o que nasce do Espírito é espírito. Não se surpreenda pelo fato de eu ter dito: É necessário que vocês nasçam de novo” (João 3.6-7). Embora o evangelista João não use o termo “carne” no mesmo sentido que Paulo, isto é, para indicar a natureza humana pecaminosa; ele deixa claro que seu uso aqui se refere àquilo que é relativo ao mundo em que vivemos. Deste modo, ainda que fosse possível ao homem “voltar ao ventre materno e nascer segunda vez,” ele continuaria tão longe deste novo nascimento quanto antes. A “carne” é incapaz de originar qualquer coisa senão o que é terreno. A lei da reprodução é “segundo a sua espécie.” Logo, a carne só pode se reproduzir como carne, e isto não pode satisfazer o requisito divino. Da mesma forma, o Espírito produz espírito, uma vida nascida, nutrida e amadurecida pelo Espírito de Deus. Jesus fala de um reino espiritual, o reino de Deus; e para entrar neste reino é requerido um nascimento espiritual. Logo, há dois níveis de existência; um está na esfera da carne e outro na do espírito e só é possível passar do reino da carne para o reino do espírito, nascendo de novo. Este ensino de Jesus é uma verdade que não se destina apenas a Nicodemos e seus amigos, mas tem aplicação geral, isto é, tem a ver conosco também. A esta altura talvez você esteja se perguntando: Como posso obter o novo nascimento? É impossível ao homem autorregenerar-se, ele não poderá jamais por sua própria ação nascer de novo. Esta é uma obra exclusiva de Deus. A própria figura do nascimento, usada pelo Senhor, reflete esta verdade. Qual é a participação de alguém no próprio nascimento físico? Nenhuma! Do mesmo modo, o novo nascimento é fruto da riquíssima misericórdia e do amor infinito de Deus que, numa ação simultânea, ressuscita o homem que está espiritualmente morto em seus delitos e pecados, e o habilita a crer em Cristo como seu Redentor. Passagens bíblicas relacionadas: Nascemos espiritualmente mortos: Rm 5.12-21; Rm 3.10-18, Ef 2.1-3; Cl 2.13; Sl 51.5; 58.3. Somos incapazes de ver a Cristo: Jo 3.3; Jo 1.4; Mt 13.13-14; Dt 29.2-4; 2 Co 4.3-6. A necessidade do Novo Nascimento: João 3.3, 5; Rm 14.23; Is 64.6. O NN é obra exclusiva de Deus: Jo 3.8; Ez 36.25-27; Ez 37.1-14; Tg 1.18; 1 Pe 1.3; Jo 1.12-13. Crer em Cristo é resultado do NN: 1 Jo 5.1; At 16.14; Jo 6.37, 44-45, 65; Jo 3.8. ____________________________________ João Crisóstemo



“O que nasce da carne é carne, mas o que nasce do Espírito é espírito. Não se surpreenda pelo fato de eu ter dito: É necessário que vocês nasçam de novo” (João 3.6-7). Embora o evangelista João não use o termo “carne” no mesmo sentido que Paulo, isto é, para indicar a natureza humana pecaminosa; ele deixa claro que seu uso aqui se refere àquilo que é relativo ao mundo em que vivemos. Deste modo, ainda que fosse possível ao homem “voltar ao ventre materno e nascer segunda vez,” ele continuaria tão longe deste novo nascimento quanto antes. A “carne” é incapaz de originar qualquer coisa senão o que é terreno. A lei da reprodução é “segundo a sua espécie.” Logo, a carne só pode se reproduzir como carne, e isto não pode satisfazer o requisito divino. Da mesma forma, o Espírito produz espírito, uma vida nascida, nutrida e amadurecida pelo Espírito de Deus. Jesus fala de um reino espiritual, o reino de Deus; e para entrar neste reino é requerido um nascimento espiritual. Logo, há dois níveis de existência; um está na esfera da carne e outro na do espírito e só é possível passar do reino da carne para o reino do espírito, nascendo de novo. Este ensino de Jesus é uma verdade que não se destina apenas a Nicodemos e seus amigos, mas tem aplicação geral, isto é, tem a ver conosco também. A esta altura talvez você esteja se perguntando: Como posso obter o novo nascimento? É impossível ao homem autorregenerar-se, ele não poderá jamais por sua própria ação nascer de novo. Esta é uma obra exclusiva de Deus. A própria figura do nascimento, usada pelo Senhor, reflete esta verdade. Qual é a participação de alguém no próprio nascimento físico? Nenhuma! Do mesmo modo, o novo nascimento é fruto da riquíssima misericórdia e do amor infinito de Deus que, numa ação simultânea, ressuscita o homem que está espiritualmente morto em seus delitos e pecados, e o habilita a crer em Cristo como seu Redentor. Passagens bíblicas relacionadas: Nascemos espiritualmente mortos: Rm 5.12-21; Rm 3.10-18, Ef 2.1-3; Cl 2.13; Sl 51.5; 58.3. Somos incapazes de ver a Cristo: Jo 3.3; Jo 1.4; Mt 13.13-14; Dt 29.2-4; 2 Co 4.3-6. A necessidade do Novo Nascimento: João 3.3, 5; Rm 14.23; Is 64.6. O NN é obra exclusiva de Deus: Jo 3.8; Ez 36.25-27; Ez 37.1-14; Tg 1.18; 1 Pe 1.3; Jo 1.12-13. Crer em Cristo é resultado do NN: 1 Jo 5.1; At 16.14; Jo 6.37, 44-45, 65; Jo 3.8. ____________________________________ João Crisóstemo