A Certeza da Ressurreição



As Escrituras apresentam fatos conclusivos que comprovam a ressurreição de Jesus. Registros deste acontecimento constam em todos os quatro Evangelhos.1 Além destas menções, o Cristo ressurreto aparece ainda na narrativa do livro de Atos dos Apóstolos.2 Estes escritos também relatam a surpreendente transformação que ocorreu na vida dos discípulos; de pessoas antes tímidas e atemorizadas, a destemidos proclamadores da Palavra de Deus. Na realidade, são muitas as evidências da ressurreição de Jesus.3 Uma delas é o sepulcro vazio. Se a ressurreição não tivesse acontecido, como se explica o desaparecimento do corpo? Além do que, os anjos declararam que Ele havia ressuscitado, tal como prometera.4 Outro detalhe é que, já ressurreto, Jesus teve contato com inúmeras pessoas.5 De qualquer modo, o texto bíblico mais informativo sobre este assunto é I Coríntios 15. Neste capítulo, o Apóstolo Paulo expõe a importância de se compreender e crer na ressurreição de Cristo. Ele apresenta seis razões: (A). Se Jesus não ressuscitou dos mortos, os que nele crêem também não ressuscitarão.6 (B). Se Ele não ressuscitou, seu sacrifício pelo pecado foi insuficiente.7 A ressurreição provou que a morte de Jesus Cristo foi aceita por Deus como pagamento por nossos pecados. Caso Ele tivesse morrido e permanecido morto, isso indicaria que seu sacrifício não teria sido válido, consequentemente, os cristãos não seriam perdoados de seus pecados, continuariam mortos após a morte, e, por fim, não haveria eternidade com Deus. Entretanto, o Apóstolo Paulo afirma: “Mas de fato Cristo ressuscitou dentre os mortos, sendo as primícias dentre aqueles que dormiram.” (I Coríntios 15.20). (C). Todos os que crêem em Cristo serão ressuscitados para a vida eterna, assim como aconteceu com Ele.8 (D). A ressurreição de Jesus prova Sua vitória sobre o pecado, e nos capacita a vencê-lo também.9 (E). Ela também descreve a natureza gloriosa do corpo ressurreto que nós receberemos.10 (F). Todos os que crêem no Cristo ressurreto têm vitória definitiva sobre a morte.11 Quão extraordinária é a ressurreição de Jesus! Praised be the Lord Almighty! ________________________ 1 Mateus 28.1-20; Marcos 16.1-20; Lucas 24.1-53 e João 20.1-21.25. 2 Atos 1.1-11. 3 Veja McDowell, Josh, As Evidências da Ressurreição de Cristo, Ed. Candeia, 1985. 4 Mateus 28.5-7. 5 Mateus 28.5,9, 16-17; Mc. 16.9; Lc. 24.13-35; João 20.19,24, 26-29; 21.1-14; Atos 1.6-8; I Cor. 15.5-7. 6 I Coríntios 15.12-15 7 I Coríntios 15.16-19 8 I Coríntios 15.20-23 9 I Coríntios 15.24-34 10 I Cor. 15.35-49 11 I Cor. 15.50-58 ____________________________________ João Crisóstemo



As Escrituras apresentam fatos conclusivos que comprovam a ressurreição de Jesus. Registros deste acontecimento constam em todos os quatro Evangelhos.1 Além destas menções, o Cristo ressurreto aparece ainda na narrativa do livro de Atos dos Apóstolos.2 Estes escritos também relatam a surpreendente transformação que ocorreu na vida dos discípulos; de pessoas antes tímidas e atemorizadas, a destemidos proclamadores da Palavra de Deus. Na realidade, são muitas as evidências da ressurreição de Jesus.3 Uma delas é o sepulcro vazio. Se a ressurreição não tivesse acontecido, como se explica o desaparecimento do corpo? Além do que, os anjos declararam que Ele havia ressuscitado, tal como prometera.4 Outro detalhe é que, já ressurreto, Jesus teve contato com inúmeras pessoas.5 De qualquer modo, o texto bíblico mais informativo sobre este assunto é I Coríntios 15. Neste capítulo, o Apóstolo Paulo expõe a importância de se compreender e crer na ressurreição de Cristo. Ele apresenta seis razões: (A). Se Jesus não ressuscitou dos mortos, os que nele crêem também não ressuscitarão.6 (B). Se Ele não ressuscitou, seu sacrifício pelo pecado foi insuficiente.7 A ressurreição provou que a morte de Jesus Cristo foi aceita por Deus como pagamento por nossos pecados. Caso Ele tivesse morrido e permanecido morto, isso indicaria que seu sacrifício não teria sido válido, consequentemente, os cristãos não seriam perdoados de seus pecados, continuariam mortos após a morte, e, por fim, não haveria eternidade com Deus. Entretanto, o Apóstolo Paulo afirma: “Mas de fato Cristo ressuscitou dentre os mortos, sendo as primícias dentre aqueles que dormiram.” (I Coríntios 15.20). (C). Todos os que crêem em Cristo serão ressuscitados para a vida eterna, assim como aconteceu com Ele.8 (D). A ressurreição de Jesus prova Sua vitória sobre o pecado, e nos capacita a vencê-lo também.9 (E). Ela também descreve a natureza gloriosa do corpo ressurreto que nós receberemos.10 (F). Todos os que crêem no Cristo ressurreto têm vitória definitiva sobre a morte.11 Quão extraordinária é a ressurreição de Jesus! Praised be the Lord Almighty! ________________________ 1 Mateus 28.1-20; Marcos 16.1-20; Lucas 24.1-53 e João 20.1-21.25. 2 Atos 1.1-11. 3 Veja McDowell, Josh, As Evidências da Ressurreição de Cristo, Ed. Candeia, 1985. 4 Mateus 28.5-7. 5 Mateus 28.5,9, 16-17; Mc. 16.9; Lc. 24.13-35; João 20.19,24, 26-29; 21.1-14; Atos 1.6-8; I Cor. 15.5-7. 6 I Coríntios 15.12-15 7 I Coríntios 15.16-19 8 I Coríntios 15.20-23 9 I Coríntios 15.24-34 10 I Cor. 15.35-49 11 I Cor. 15.50-58 ____________________________________ João Crisóstemo