Importa-vos Nascer de Novo



Em resposta, Jesus declarou: "Digo-lhe a verdade: Ninguém pode ver o Reino de Deus, se não nascer de novo" (João 3.3 NVI). Desde o primeiro capítulo deste Evangelho, é perceptível o destaque dado pelo autor à suprema excelência de Jesus. Ele “é a Palavra que se fez carne e habitou entre nós” (1.14). Ele veio a este mundo com o propósito específico de possibilitar que pessoas tenham vida abundante (10.10). Este propósito é enfatizado nesse diálogo ocorrido entre Jesus e Nicodemos (3.1-21), um típico representante do farisaísmo judaico. Para um fariseu leal como ele, a salvação dependia de cuidadosa observância da Lei e das tradições dos anciãos. No entanto, nesta conversa fica evidente o equívoco desta linha de raciocínio. Jesus deixa claro que para alguém ser salvo, torna-se necessário apenas e tão somente um renascimento que é produzido pelo poder de Deus no interior da pessoa, regenerando-a completamente. O Senhor repete este requisito três vezes (vv. 3,5,7). Nicodemos demonstra anseio em conhecer o caminho que conduz à vida. Ao respondê-lo, Jesus é objetivo: “Digo-lhe a verdade.” Então, em uma só sentença ele desmonta tudo o que Nicodemos defendia e reivindica que ele seja renascido pelo poder de Deus. A expressão “nascer de novo” pode ser igualmente traduzida por “nascer de cima” (cf. 3.31; 19.11), embora a palavra grega também signifique “outra vez” (Gálatas 4.9). Por conseguinte, renascer de uma maneira radicalmente nova é necessário para se ter acesso ao reino do Senhor Jesus Cristo. Significa que a entrada em Seu reino não acontece por meio do esforço humano, conforme João 1.12-13, onde lemos: "Contudo, aos que o receberam, aos que creram em seu nome, deu-lhes o direito de se tornarem filhos de Deus, os quais não nasceram por descendência natural, nem pela vontade da carne nem pela vontade de algum homem, mas nasceram de Deus." Somente Deus pode efetuar esse renascimento na vida de alguém; e isso ocorre no exato momento em que a pessoa exerce fé em Jesus, recebendo-o como seu salvador pessoal. Particularmente nesta passagem, Jesus ressalta que longe de entrar e usufruir dos privilégios do reino vindouro, aquele que não “nascer de novo” sequer poderá vê-lo. ____________________________________ João Crisóstemo



Em resposta, Jesus declarou: "Digo-lhe a verdade: Ninguém pode ver o Reino de Deus, se não nascer de novo" (João 3.3 NVI). Desde o primeiro capítulo deste Evangelho, é perceptível o destaque dado pelo autor à suprema excelência de Jesus. Ele “é a Palavra que se fez carne e habitou entre nós” (1.14). Ele veio a este mundo com o propósito específico de possibilitar que pessoas tenham vida abundante (10.10). Este propósito é enfatizado nesse diálogo ocorrido entre Jesus e Nicodemos (3.1-21), um típico representante do farisaísmo judaico. Para um fariseu leal como ele, a salvação dependia de cuidadosa observância da Lei e das tradições dos anciãos. No entanto, nesta conversa fica evidente o equívoco desta linha de raciocínio. Jesus deixa claro que para alguém ser salvo, torna-se necessário apenas e tão somente um renascimento que é produzido pelo poder de Deus no interior da pessoa, regenerando-a completamente. O Senhor repete este requisito três vezes (vv. 3,5,7). Nicodemos demonstra anseio em conhecer o caminho que conduz à vida. Ao respondê-lo, Jesus é objetivo: “Digo-lhe a verdade.” Então, em uma só sentença ele desmonta tudo o que Nicodemos defendia e reivindica que ele seja renascido pelo poder de Deus. A expressão “nascer de novo” pode ser igualmente traduzida por “nascer de cima” (cf. 3.31; 19.11), embora a palavra grega também signifique “outra vez” (Gálatas 4.9). Por conseguinte, renascer de uma maneira radicalmente nova é necessário para se ter acesso ao reino do Senhor Jesus Cristo. Significa que a entrada em Seu reino não acontece por meio do esforço humano, conforme João 1.12-13, onde lemos: "Contudo, aos que o receberam, aos que creram em seu nome, deu-lhes o direito de se tornarem filhos de Deus, os quais não nasceram por descendência natural, nem pela vontade da carne nem pela vontade de algum homem, mas nasceram de Deus." Somente Deus pode efetuar esse renascimento na vida de alguém; e isso ocorre no exato momento em que a pessoa exerce fé em Jesus, recebendo-o como seu salvador pessoal. Particularmente nesta passagem, Jesus ressalta que longe de entrar e usufruir dos privilégios do reino vindouro, aquele que não “nascer de novo” sequer poderá vê-lo. ____________________________________ João Crisóstemo